Guiné Equatorial: Governo emite comunicado sobre coronavírus no país

O ministro da Saúde da Guiné Equatorial, Salomón Nguema Owono, continua a informar o povo sobre a situação atual do coronavírus (Covid-19) no país, mencionando os procedimentos que estão a ser trabalhados e os métodos de prevenção.

Segundo o governante, o Governo equato-guineense está firmemente comprometido em garantir a saúde da população, oferecendo serviços de prevenção, proteção e assistência acessíveis a todos. Nesse sentido, o Governo, por meio do Ministério da Saúde, está a adotar medidas concretas para cumprir esse mandato constitucional, de forma a estabelecer ações operacionais ao longo do tempo e a controlar a cadeia de transmissão da doença.

Está a ser feita vigilância nos pontos de fronteira nacionais, como aeroportos, portos e fronteiras terrestres. Atualmente, cerca de 137 pessoas estão em quarentena, alojadas em diferentes hotéis designados pelo Governo, havendo equipas médicas para monitorizar o estado de saúde dessas pessoas.

O laboratório de investigação de Baney foi certificado, há uma semana, pela sede da Organização Mundial da Saúde (OMS) como um laboratório de referência para a prisão de coronavírus no continente africano.

“Neste laboratório realizamos análises de rotina para prender o coronavírus a todas as pessoas em quarentena. Entre 14 e 17 de março de 2020 foram realizados 53 testes, dos quais 3 foram positivos. Eles são dois guineenses, uma mulher de 42 anos e um homem de 43 anos e outro espanhol de 53 anos, todos chegaram a Malabo a bordo da empresa Ceiba Intercobtibental Madrid-Malabo em 13 de março 2020 ”, declarou o ministro.

“Temos recursos humanos, logísticos e materiais para garantir uma resposta rápida o tempo todo. De facto, o novo centro hospitalar de Sampaka foi habilitado, equipado com equipamentos médicos de última geração para lidar com os casos que ocorrem em nosso país durante a pandemia”, acrescentou.

“Para terminar, o Governo solicita a colaboração ativa de todas as instituições públicas e privadas, bem como das organizações da Sociedade Civil e da população em geral, cada uma de sua área de influência, para manter o respeito pelas regras. emitido pelo Ministério da Saúde e Bem-Estar Social no campo da prevenção para superar a epidemia de Covid-19 na Guiné Equatorial”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

O Vice-Presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Domingos Barreto, informou que o debate público dos candidatos à Presidência da…
Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, confere posse a Adriano Maleiane nesta sexta-feira, 04 de março. O ex-ministro da…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin