Guiné Equatorial

Guiné Equatorial: Maior cidade do país sem água há três semanas

A maior cidade da Guiné Equatorial, Bata, está há mais de três semanas sem água corrente, de acordo com os moradores locais.

“Já faz três semanas que vivemos sem água corrente”, afirmou Teodoro Nguema, via telefone, a um órgão de comunicação.

“Nos vemos obrigados a comprar água de quem tem cisternas para nossas necessidades diárias”, denunciou ainda outro habitante, Hernestina Oyana, igualmente via telefone.

Em resposta ao descontentamento da população, o primeiro-ministro equato-guineense, Francisco Pascual Obama Asue, prometeu no sábado, 21 de setembro, que o problema da água será resolvido nos próximos dias. “A empresa responsável pela água está executando os ajustes técnicos, peço-lhes que sejam pacientes”, garantiu na emissora estatal, sem ter explicado, no entanto, o motivo pelo qual o fornecimento deste bem essencial ter sido interrompido.

Bata também ficou dois dias sem eletricidade, após o corte de água. Apesar de o problema já ter sido resolvido, os 800 mil habitantes locais continuam a enfrentar apagões de forma regular.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo