Guiné Equatorial: Oposição continua a reclamar votos “roubados” nas eleições

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, foi reeleito no sufrágio de 20 de novembro com 94,9% dos votos, segundo os dados oficiais. No entanto, o opositor Andrés Esono considera que foram votos “abertamente roubados”, cita a “RFI”. 

O candidato derrotado não se mostrou surpreendido com a votação anunciada pela Junta Eleitoral Nacional no sábado, dia 26 de novembro. 

“As eleições foram totalmente irregulares, o voto foi público em toda a periferia do país, com exceção da capital, Malabo”, criticou. 

Recorde-se que Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, de 80 anos, tem um recorde mundial de longevidade no poder, sendo chefe de Estado desde 1979.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…
Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

O líder da UCID, João Santos Luís, comentou nesta terça-feira, 03 de janeiro, a mensagem de Ano Novo do Presidente…
Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

No dia em que assumiu a presidência do Brasil pela terceira vez, Luiz Inácio Lula da Silva assinou vários decretos…
Moçambique: Arrancou a edição de 2023 do Recenseamento Militar

Moçambique: Arrancou a edição de 2023 do Recenseamento Militar

Arrancou ontem, 03 de janeiro, em Moçambique, o processo de Recenseamento Militar edição 2023, sob o lema: “Recenseamento Militar: Promovendo…