Guiné Equatorial: PR explica alegadas detenções arbitrárias de migrantes

O Presidente da República da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, defendeu-se nesta quinta-feira, 25 de novembro, de acusações de ativistas e de organizações de defesa dos direitos humanos sobre uma alegada onda de detenções arbitrárias de migrantes no último mês. 

“A polícia controla constantemente os migrantes para que justifiquem a documentação, mas isso não quer dizer que os esteja a maltratar”, afirmou, citado pela “Lusa”. 

A declaração foi dada durante uma rara conferência de imprensa, realizada em Bata, perante meios de comunicação internacionais. “Não temos uma situação como a da Líbia, não há violações contra as pessoas”, acrescentou. 

A investigadora para África Central da Amnistia Internacional, Marta Colomer, mencionou à agência “EFE” que fontes no terreno lhe relataram que no início do mês ocorreu uma operação em massa contra cidadãos estrangeiros. Estes terão sido, alegadamente, detidos em condições precárias num polidesportivo de Malabo, capital equato-guineense. 

Neste âmbito, a Embaixada de Portugal na Guiné Equatorial decidiu pedir, “institucionalmente, esclarecimentos” acerca do processo de repatriamento de “estrangeiros ilegais”. Segundo fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros, “não se verificou, até ao momento, a detenção de qualquer cidadão português no âmbito do processo” de repatriamento de cidadãos estrangeiros em situação ilegal na Guiné Equatorial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin