Guiné Equatorial recebe delegação da CPLP

A Guiné Equatorial acolhe mais uma delegação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que se encontra em missão no país para apoiar a integração nos direitos humanos e sociedade civil. 

“Uma delegação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa vai estar em Malabo, na Guiné Equatorial, entre os dias 4 e 8 de abril de 2022, para implementar dois eixos do ‘Programa de Apoio à Integração da Guiné Equatorial – PAIGE (2021-2022), designadamente, ‘Sociedade Civil’ e ‘Direitos Humanos’”, pode ler-se no comunicado divulgado pela comunidade lusófona. 

Trata-se da segunda vez que uma missão da CPLP se dirige à Guiné Equatorial este ano, tendo a primeira chegado a 07 de março. O objetivo é ajudar o país na sua integração na referida organização, à qual já aderiu em 2014. 

A atual delegação é composta por técnicos do secretariado-executivo da CPLP, da Plataforma de organizações não-governamentais (ONG) de Cabo Verde (PLATONG), da Liga de ONG de Moçambique (JOINT), da Comissão de Direitos Humanos de Portugal, do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), da Procuradoria-Geral da República de Cabo Verde, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal e do Centro de Direitos Humanos Ius Gentium Conimbrgae (IGC), da Universidade de Coimbra. 

“Em articulação com as autoridades da Guiné Equatorial, o secretariado-executivo da CPLP já esteve a desenvolver no terreno as atividades de quatro eixos do PAIGE, nomeadamente, ‘Promoção da Língua Portuguesa’, ‘Acervo’, ‘Património Cultural’ e ‘Comunicação Social’, entre os dias 7 e 11 de março de 2022”, lê-se ainda no comunicado. 

Para que haja total integração deste país africano na comunidade, o mesmo terá de assumir os “compromissos” que prometeu, tais como abolir a pena de morte e implementar a língua portuguesa. A Guiné Equatorial é o único falante de espanhol na organização lusófona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Portugal disponibiliza 22 mil ofertas de emprego para ucranianos

Portugal disponibiliza 22 mil ofertas de emprego para ucranianos

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) registou, até ao momento, cerca de 22 mil ofertas de emprego para…
Revista de Imprensa Lusófona de 05 de abril de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 05 de abril de 2022

Na Guiné-Bissau “O Democrata” cita o presidente em exercício do PRS, Fernando Dias da Costa, através do título “O partido está…
Timor-Leste ratifica Tratado de Proibição de Armas Nucleares

Timor-Leste ratifica Tratado de Proibição de Armas Nucleares

O Parlamento timorense vai ratificar brevemente o Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares e o Acordo sobre a Mobilidade…
Angola: CASA-CE pede firmeza aos militantes

Angola: CASA-CE pede firmeza aos militantes

O secretário executivo da CASA-CE na Huíla, Frederico Fonseca, disse aos seus militantes para que continuassem fortes, de maneira a que…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin