Guiné Equatorial recebe visita da CPLP para integração rápida

O secretário-executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Zacarias da Costa, está de visita à Guiné Equatorial para acelerar a integração deste país na organização que representa

“Há uma necessidade urgente de implementar o programa de apoio à integração da Guiné Equatorial, por forma a mostrar que as coisas estão a andar”, explicou à “Lusa” nesta terça-feira, 22 de fevereiro. 

Segundo o também ex-ministro dos Negócios Estrangeiros de Timor-Leste, “tem havido cada vez mais Estados-membros a declararem publicamente as suas expectativas, de alguma forma frustradas, quanto à estagnação” da Guiné Equatorial no cumprimento dos compromissos assumidos na altura da adesão à CPLP, em 2014. 

Um desses compromissos era o da abolição da pena de morte no Código Penal. Existe ainda “outra questão importante, que é a da implementação da língua portuguesa” neste país africano. 

“Contarei, nos meus contactos com as autoridades equato-guineenses, não só levantar essas questões, mas sobretudo proporcionar um ambiente diferente para olharmos para elas de uma forma construtiva, ou num quadro mais dinâmico, para que possamos todos, principalmente as autoridades da Guiné Equatorial, corresponder às expectativas que os Estados-membros têm em relação à integração cada vez maior” do país na organização, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Guiné-Bissau: Ministério Público arquiva o processo contra Domingos Simões Pereira

Guiné-Bissau: Ministério Público arquiva o processo contra Domingos Simões Pereira

No despacho tornado público esta sexta-feira 25 de Fevereiro, o magistrado do Ministério Público, Fernando Mendes, que havia aplicado medida…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin