Guiné Equatorial

Guiné Equatorial reitera apoio ao processo de paz na Síria

O Governo da Guiné Equatorial transmitiu apoio ao processo de paz na Síria durante o debate realizado nesta quarta-feira, 02 de outubro, no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a República Árabe da Síria.

Os quinze membros do Conselho de Segurança congratularam-se pelo facto de passar a existir na Síria uma nova constituição, depois de ter comprovado que a situação difícil pela qual o referido país está a atravessar nunca terá uma solução militar, de acordo com o que indicaram vários representantes dos Estados membros durante as suas intervenções.

O debate teve a participação habitual da Guiné Equatorial, representada pelo Primeiro Embaixador Representante Permanente Adjunto nas Nações Unidas, Job Obiang Esono Mbengono.

Para Obiang Esono, a sessão deveria ser de natureza histórica após o tão esperado anúncio da criação do Comité Constitucional, depois de oito anos de conflito e apesar dos inúmeros obstáculos e de várias consultas e negociações difíceis entre todos os principais atores do processo político sírio.

Segundo a mesma fonte, a Guiné Equatorial reconhece que a vitória da criação do Comité Constitucional deve-se ao apoio diplomático dos fiadores de Astana, entre os quais a Rússia, a Turquia e o Irão.

O diplomata equato-guineense concluiu a sua intervenção reiterando o apoio sem reservas do Governo da Guiné Equatorial para a conclusão bem-sucedida do processo de paz na Síria, que disse passar por uma solução diplomática e não pelo uso indevido da força.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo