América Latina | Ásia | Especial COVID-19 | Guiné Equatorial

Guiné Equatorial une-se com China e Venezuela contra Covid-19

Vice-Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang Mangue
Teodorín Obiang

O Vice-Presidente equato-guineense, Teodoro Nguema Obiang, reuniu-se em separado nesta quinta-feira, 17 de dezembro, com os embaixadores da ChinaQi Mei, e da Venezuela, Nelson Javier Ortega Bonilla. 

Nessas duas audiências realizadas no Palácio do Povo, em Malabo, foi construída a agenda laboral. Destacou-se ainda o tema relacionado com o combate à pandemia da Covid-19, havendo esperança de todas as partes quanto a 2021 vir a ser um ano melhor do que 2020. 

Com a embaixadora da China foi efetuado um balanço geral sobre o estado das relações entre as administrações de Malabo e Pequim, que completam 50 anos neste ano. Ambos concordaram com a necessidade de continuar a fortalecer os laços de amizade e cooperação que unem os seus povos e governos, sendo a luta contra o novo coronavírus uma das prioridades. 

O ciclo de audiências terminou com o encontro com o embaixador da Venezuela. Os dois políticos focaram as conversas nos setores em que a Guiné Equatorial e a Venezuela cooperam, com maior destaque para a formação de recursos humanos e saúde. 

Durante as duas audiências, o Vice-Presidente da Guiné Equatorial mostrou-se otimista quanto à continuidade do fortalecimento das relações da Guiné Equatorial com os países amigos, como aconteceu este ano na luta contra a Covid-19.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo