Vacinas da Guiné Equatorial serão pagas com luvas de Michael Jackson

As luvas do falecido cantor Michael Jackson vão ser usadas para ajudar a pagar as vacinas contra a Covid-19 da Guiné Equatorial. Recorde-se que as mesmas foram confiscadas nos Estados Unidos da América (EUA), juntamente com outros bens adquiridos pelo Vice-Presidente equato-guineense, Teodoro Nguema Obiang Mangue

Esta informação foi divulgada pelo Departamento de Justiça nos EUA. No total, foram confiscados 27 milhões de dólares norte-americanos (23 milhões de euros), que correspondem a viaturas de luxo e a um par de luvas revestidas com jóias, tendo estas pertencido a Michael Jackson. 

O acessório do “Rei do Pop” está avaliado em 275 mil dólares (234 mil euros). A decisão de usar essa quantia em vacinas contra a Covid-19 surge depois de um acordo de confisco de 2014 entre os EUA e Teodoro Obiang Mangue, filho do Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo. 

Apesar de continuar a contestar as reivindicações, o político é acusado de adquirir ativos no país com ganhos ilícitos. O dinheiro que não for para as vacinas irá ser dado a uma instituição de caridade com sede nos EUA “para a compra e distribuição de remédios e suprimentos médicos em toda a Guiné Equatorial”, de acordo com o juiz do departamento de Justiça. 

Ao fazer um acordo com o governo dos EUA, Teodoro Mangue “foi obrigado a vender uma mansão em Malibu, Califórnia, que ele comprou por US$ 30 milhões [25 milhões de euros], um automóvel Ferrari e vários itens de colecionador de Michael Jackson, e a contribuir com US$ 1 milhão [852 mil euros] representando o valor de outra propriedade”, lê-se ainda no comunicado. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin