Moçambique: ataque terrorista mata mais de 20 membros das Forças Armadas de Defesa em Cabo Delgado

armas

Um ataque terrorista contra a posição das Forças Armadas de Defesa de Moçambique, na sede do posto administrativo de Mucojo, distrito de Macomia, em Cabo Delgado, na sexta-feira passada, resultou em pelo menos 20 membros mortos.

É o segundo ataque em menos de dois meses. O primeiro aconteceu na última semana de dezembro, que segundo dados oficiais, registaram mais de dez mortos.

No passado sábado, os canais do Estado Islâmico publicaram uma nota reivindicando a morte e ferimento de 20 militares após a invasão do quartel em Mucojo-sede, distrito de Macomia.

Entretanto, falando à Zumbo FM, o administrador de Macomia, Tomás Badae, confirmou o ataque à posição das FADM na sede do posto administrativo de Mucojo, avançando que os alshababs, também haviam roubado vários pertences.

“Os terroristas tomaram sim a posição militar, assaltaram a posição, não temos informação se ainda estão lá ou se já abandonaram o local. Bom eu estou a dizer que atacaram e assaltaram a posição militar. É isto que estou a dizer, nós não temos comunicação com Mucojo, não há rede de comunicação então torna-se difícil dizer se estão ou não lá”, referiu Badae.

Várias fontes na vila de Macomia, confirmam a chegada a pé de membros das Forças Armadas de Defesa de Moçambique, alguns sem pertences incluindo armas.

Ainda no distrito de Macomia, um ataque no sábado à noite na aldeia Litamanda, posto administrativo de Chai, resultou na morte de uma pessoa do sexo masculino.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Bombardeamentos israelitas causam mais de uma dezena de feridos em Ghazieh

Bombardeamentos israelitas causam mais de uma dezena de feridos em Ghazieh

Esta segunda-feira, Israel bombardeou duas localizações em Ghazieh, a 40km de Beirute, causando em 14 civis feridos. De acordo com…
Cabo Verde: Primeiro-ministro debate conectividade inter-ilhas no Parlamento

Cabo Verde: Primeiro-ministro debate conectividade inter-ilhas no Parlamento

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, vai participar num debate parlamentar esta quarta-feira, 21 de fevereiro. O debate acontecerá…
Ativistas não concordam que Angola deixe a lista de países autoritários

Ativistas não concordam que Angola deixe a lista de países autoritários

Angola deixou de fazer parte da lista de países autoritários do Índice de Democracia no Mundo em 2023, elaborado pela…
Moçambique: Corte da estrada que dá acesso à vila de Quissanga está a provocar carência de alimentos

Moçambique: Corte da estrada que dá acesso à vila de Quissanga está a provocar carência de alimentos

O transbordo do rio Montepuez e destruição de uma das pontes provocou o corte do acesso rodoviário à vila sede…