Moçambique: Ciclone Tropical GOMBE destrói e mata em Nampula

O Ciclone Tropical “GOMBE”, o terceiro fenómeno meteorológico a afectar as províncias da Zambézia, Nampula e Cabo  Delgado depois das Tempestades Tropicais ANA e DUMAKO, até ao meio dia desta sexta-feira 11 de Março já se contabilizavam nove mortes e destruição de infra-estruturas na Província de Nampula.

No distrito de Angoche, a sul da província, pelo menos, seis (6) pessoas da mesma família perderam a vida porque a casa onde morava caiu sobre elas em consequência do ciclone.

No bairro Namicopo, arredores da cidade de Nampula, um cidadão morreu electrocutado, quando tentava estabilizar o tecto da sua casa para evitar danos maiores, mas no momento havia caído um cabo de condução de electricidade danificado no seu tecto sem se aperceber a vítima tocou no mesmo e perdeu. Ainda na cidade de Nampula, há a indicação de que uma residência desabou sobre três crianças no bairro de Murrapaniua.

Ao nível da capital provincial, postes de energia, placas publicitárias, outdoors, incluindo tectos de escolas e outras infra-estruturas, dentre públicas e privadas, sofreram danos graves, numa altura em que não se pode comunicar com os distritos de Nacala, Mossuril, Ilha de Moçambique e Liupo.

A maioria dos distritos costeiros da província de Nampula está sem comunicação telefónica nas redes das três operadoras nacionais, na sequência do ciclone Gombe que atingiu a parte continental do país na madrugada de hoje, tendo como ponto de entrada o distrito de Mossuril.

O Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) refere que há destruição considerável de infra-estruturas públicas e privadas, incluindo habitações das populações, entretanto ainda não quantificadas. Segundo a fonte, os produtos alimentares enviados aos distritos para o pré-posicionamento molharam devido à remoção por força do vento da cobertura dos locais onde estavam acondicionados.

Neste momento, as chuvas e os ventos estão a aumentar de intensidade, e pelo menos na cidade de Nampula, as ruas e avenidas estão desertas e em muitas instituições, poucos funcionários fizeram-se aos seus postos de trabalho, e o comércio funciona à meio, ainda é prematuro fazer a contabilização dos estragos e mortes causados pelo ciclone uma vez que há cortes de energia e da rede das telecomunicações com maior parte dos distritos.

O INAM prevê a ocorrência de chuvas acima de 200 mm/24h, em 13 distritos da província de Nampula (Angoche, Liúpo, Murrupula, Rapale, Mecubúri, Muecati, Nacarrôa, Monapo, Mogincual, Mossuril, Nacala, Ilha de Moçambique e Nampula) e cinco da província da Zambézia (Pebane, Gilé, Mulevala, Mocubela e Maganja da Costa).

De acordo com o Boletim Meteorológico emitido as 10horas desta sexta-feira, pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INAM), o ciclone tropical intenso Gombe “entrou durante a manhã de hoje pela província de Nampula, distrito de Mossuril, tendo enfraquecido para ciclone tropical. Os ventos ciclónicos actuais são de 130km/h e rajadas de 165km/h”, tanto que nas próximas horas ainda esperam-se ventos fortes e trovoadas.

Aurelio Sambo

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

STP: 4 detidos morrem no quartel militar

STP: 4 detidos morrem no quartel militar

Quatro cidadão são-tomense que se encontravam detidos no quartel militar, depois da tentativa de invasão falhada, morreram na passada sexta-feira,…
Angola recebeu auxílio de USD 246 mil do Japão para desminagem

Angola recebeu auxílio de USD 246 mil do Japão para desminagem

O Governo japonês investiu mais de 246.900 dólares em ações de desminagem na província do Cuanza Sul, segundo o Embaixador do…
Moçambique: Oficializado ensino via Internet no país

Moçambique: Oficializado ensino via Internet no país

O Parlamento moçambicano oficializou nesta semana o ensino via Internet no país. Assim, estudantes do ensino superior poderão passar a…
Cabo Verde é dos 21 melhores destinos para visitar em 2023

Cabo Verde é dos 21 melhores destinos para visitar em 2023

Cabo Verde encontra-se entre os 21 melhores destinos para se visitar em janeiro de 2023, de acordo com a lista…