Cabo Verde: Primeiro-Ministro reconhece o grande papel da Escola Industrial e Comercial do Mindelo

O Primeiro-Ministro de Cabo Verde, José Ulisses Correia e Silva, referiu que a Escola Industrial e Comercial do Mindelo “formou várias gerações e hoje está a ganhar novo impulso, com a introdução da via técnica, novos equipamentos, tudo preparado para que os alunos não só possam ganhar conhecimento, mas terem acesso a áreas profissionalizantes que criam maior empregabilidade e empreendedorismo”.

Declarações feitas à imprensa, depois da sua visita a essa Escola Técnica, Ulisses Correia e Silva, também referiu que “foi uma oportunidade de reconhecer o grande papel que esta Escola teve com a história de São Vicente”.

“A Reforma do Ensino vai-se avançar para o plano curricular e permitir o reavivar de uma Escola Técnica, com muito mais força, voltar com áreas de formação muito mais diversificadas do que existiam anteriormente, e voltar a posicionar S. Vicente como um grande centro de formação para os jovens, para aqueles que vão iniciar no sistema de ensino, mas também a formação profissional” afirmou o Primeiro-Ministro.

É de relembrar que o Governo investiu mais de 60 mil contos com a assistência e a colaboração da Cooperação Luxemburguesa que permitiu adquirir todos esses equipamentos.

Ulisses Correia e Silva, avança ainda que irão continuar a investir nesta Escola, pois possuem um programa muito forte que irá avançar brevemente para a mobilização de financiamento de todas as infraestruturas do parque escolar, e criar cada vez mais e melhores condições de funcionamento e aprendizagem. A Escola Técnica do Mindelo detém neste momento 1.480 alunos e 132 professores.

O executivo pronunciou ainda sobre o número de raparigas que frequentam a escola, expondo que “foi agradável, ver raparigas a fazerem a sua formação em áreas que normalmente estavam muito dirigidas aos rapazes. Ver estas raparigas investirem o seu conhecimento nessas áreas é muito importante. É a equidade do género a fazer com que não haja nenhuma profissão que seja fechada às mulheres e raparigas”.

O Governo quer fazer uma boa parceria entre a Escola e a Formação Profissional, canalizando os recursos previstos para a Formação profissional para a Escola Industrial e Comercial do Mindelo.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: PR quer reflexão sobre resultados das reformas legislativas dos últimos anos

Cabo Verde: PR quer reflexão sobre resultados das reformas legislativas dos últimos anos

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, considera necessário fazer “uma reflexão séria e isenta sobre os…
Angola: UNITA considera "injusta" proposta de Lei da Amnistia 

Angola: UNITA considera "injusta" proposta de Lei da Amnistia 

A UNITA considera a proposta de Lei da Amnistia “discriminatória e injusta”, uma vez que a mesma tem “zonas cinzentas”.…
NATO diz que não haverá "paz duradoura" na Ucrânia se Rússia vencer

NATO diz que não haverá "paz duradoura" na Ucrânia se Rússia vencer

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, declarou nesta sexta-feira, 25 de novembro, que não vai haver “paz duradoura” na Ucrânia…
Revista de Imprensa Lusófona de 25 de novembro de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 25 de novembro de 2022

O portal do Governo de Moçambique escreve que o “PM fala na Cimeira extraordinária da UA sobre industrialização”. A “Folha…