Economia | Moçambique

Banco de Moçambique injeta 111 milhões de dólares no Moza Banco para evitar “terramoto” financeiro

Uma injeção de cerca de oito mil milhões de meticais (111 milhões de dólares) no Moza Banco, para impedir o colapso do sistema financeiro moçambicano, revelou em Maputo o governador do Banco de Moçambique, Rogério Zandamela, durante uma conferência de imprensa, após a reunião do Comité de Política Monetária do Banco de Moçambique.

Para Rogério Zandamela ”se tivesse parado (de capitalizar o Moza Banco), teríamos um terramoto, um tsunami, (porque o banco) penetra as empresas, as famílias, e haveria uma corrida sem precedentes dos depositantes e dos credores”.

Desde a intervenção do Banco de Moçambique, em setembro, os valores injetados no Moza Banco (participado pelo português Novo Banco) deverão ser ressarcidos, logo que a instituição bancária seja vendida ou recapitalizada, disse Zandamela.

O Banco de Moçambique garantiu todos os depósitos do Moza Banco, a quarta maior instituição bancária moçambicana, afastou a administração e assumiu a gestão diária da instituição bancária.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo