Brasil e Colômbia criam grupo com as aéreas Gol e Avianca em investimento de U$ 350 milhões 

As companhias aéreas Avianca, da Colômbia, e Gol, do Brasil, anunciaram uma fusão dos seus negócios para criar o Grupo Abra. O novo grupo irá controlar as duas companhias, mas as marcas serão mantidas de forma independente.

O plano visa criar um ambiente de maior estabilidade para o desenvolvimento e crescimento de cada companhia controlada — uma espécie de corporação mãe que cuidará da evolução das empresas operacionais. O Grupo Abra será co-controlado pelos principais acionistas da Avianca e pelo acionista controlador da Gol.

A Avianca Group possui uma frota de mais de 110 aeronaves e é a companhia aérea líder na Colômbia, América Central, Equador e opera 130 rotas na América Latina. Já a GOL opera uma frota de 142 aeronaves.

Constantino de Oliveira Junior, o fundador da Gol, será o CEO do Grupo Abra. Já o CEO da Avianca, Adrian Neuhauser, e Richard Lark, atual CFO da GOL, serão co-presidentes do Grupo. Ambos vão manter suas atuais funções nas companhias aéreas.

O Grupo Abra, com sede no Reino Unido, terá capital fechado. Os investidores financeiros comprometeram-se a investir até R$ 1,7 bilhão (US$350 milhões) em ações. O acordo ainda está sujeito a aprovações regulatórias e a expectativa é concluir a operação no segundo semestre de 2022.

Além de ser controlador da Gol e da Avianca, o Abra vai deter uma participação não controladora, mas com 100% dos interesses económicos, na Viva (Colômbia e Peru) e um investimento em dívida conversível que equivale a uma fatia minoritária na Sky Airline, do Chile.

Há menos de um mês, o CEO da Sky, Holger Paulmann, já falava abertamente da possibilidade de uma fusão com a Avianca. Dentro do grupo também estarão os programas de fidelidade Smiles e LifeMiles.

Carlos Vasconcelos – Correspondente 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Executivo propõe reduzir custos para licenciamento de rádios

Angola: Executivo propõe reduzir custos para licenciamento de rádios

O Governo angolano sugeriu uma redução de 100 milhões de kwanzas no valor para o licenciamento de rádios, no âmbito…
Timor-Leste: Total do Fundo Petrolífero baixou mais de USD 500 milhões

Timor-Leste: Total do Fundo Petrolífero baixou mais de USD 500 milhões

O Fundo Petrolífero (FP) timorense valia 19,12 mil milhões de dólares (18,18 milhões de euros) no final do primeiro trimestre…
Guiné-Bissau: Tribunal ordena a suspensão do Congresso da UNTG

Guiné-Bissau: Tribunal ordena a suspensão do Congresso da UNTG

O Vº Congresso Ordinário da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné (UNTG), que arrancou no Sábado, foi suspenso horas depois…
Moçambique: Juros da dívida pública subiram em 2021

Moçambique: Juros da dívida pública subiram em 2021

O Relatório de Dívida Pública 2021, elaborado e publicado pelo Ministério da Economia e Finanças de Moçambique, indica que o…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin