CPLP e OIM estudam cooperação em Cabo Delgado

O secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Francisco Ribeiro Telles, anunciou que na reunião com o diretor-geral da Organização Internacional das Migrações (OIM), António Vitorino, ficou no horizonte a possibilidade de cooperação em relação a Cabo Delgado, província de Moçambique. 

O encontro decorreu nesta segunda-feira, 10 de maio, na sede da CPLP, em Lisboa. Tratou-se de uma reunião de “cortesia”segundo Telles, uma vez que o escritório da OIM em Portugal vai ter instalações no edifício onde está a CPLP. 

A mesma fonte mencionou que António Vitorino comentou o que a OIM estava a fazer em Moçambique no que dizia respeito a Cabo Delgado. Recorde-se que esta província é alvo de frequentes ataques armados desde outubro de 2017. 

Ribeiro Telles partilhou igualmente o que lhe foi referenciado por outras organizações internacionais sobre a situação na referida província do Norte do país africano. 

A onda de violência em Cabo Delgado, da qual alguns ataques têm sido reclamados pelo grupo jihadista Estado Islâmico, já causou mais de 2.500 mortes e mais de 700 mil deslocados, de acordo com o Governo moçambicano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin