CPLP sensibiliza Estados-membros para auxiliarem Moçambique

Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi

Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi

Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) tem sensibilizado os Estados-membros para a necessidade de reforçarem mais a colaboração bilateral com Moçambique, devido aos frequentes ataques armados ocorridos na província de Cabo Delgado. 

Segundo o secretário executivo da CPLP, Francisco Ribeiro Telles, a organização está a “fazer o que Moçambique pediu”que é sensibilizar a comunidade internacional para o problema de Cabo Delgado e a necessidade de reforço da cooperação. 

As declarações do diplomata português foram feitas nesta quarta-feira, 31 de março, depois de uma reunião com parlamentares socialistas, na qual um dos assuntos em debate foi o dos ataques no Norte de Moçambique. 

Os parlamentares socialistas da Comissão de Negócios Estrangeiros disseram ao secretário executivo da CPLP que estavam preocupados com a situação de violência em Cabo Delgado. 

Na reunião foram igualmente analisados alguns dos temas que farão parte “da próxima Cimeira de Luanda, prevista para 17 de julho, particularmente sobre a aprovação do acordo de mobilidade no espaço da CPLP, que poderá ocorrer com base num modelo de cooperações reforçadas, a exemplo do que existe na União Europeia”pode ler-se no comunicado divulgado. 

Recorde-se que da CPLP fazem parte Moçambique, Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…