Moçambique | Segurança

Danish Satar extraditado para Moçambique

O moçambicano Danish Satar foi preso em Itália, pela INTERPOL, ao tentar fazer check-in num hotel. Danish Abdul Satar, indiciado pelas autoridades judiciais pelo seu envolvimento nos raptos que desde 2011 acontecem nas principais cidades de Moçambique.

Foragido desde Julho de 2012, Danish é filho do criminoso Asslam Satar – em fuga desde a década de 90 após ter liderado com sucesso o roubo de 144 mil milhões de meticais no extinto Banco Comercial de Moçambique (BCM) -, e é sobrinho do cadastrado Momade Assif Abdul Satar(Nini), um dos responsáveis pelo assassinato do jornalista Carlos Cardoso e cúmplice da fraude ao ex-BCM.

O cidadão de nacionalidade moçambicana estava foragido desde julho de 2012 quando deixou precipitadamente a capital de Moçambique, alegadamente com destino ao Dubai, um dia depois da Polícia ter detido sete cidadãos suspeitos de serem os autores materiais dos raptos que continuam a assolar as cidades de Maputo, Beira e Nampula.

Danish é indiciado da prática dos crimes de sequestro e rapto, sendo que os processos onde é acusado já estão a ser tramitados a nível dos órgãos de administração da Justiça.

Danish Satar é suspeito de ser intermediário entre os autores morais, que as autoridades policiais acreditam serem o seu pai (Asslam) e o tio (Nini), e os executores dos sequestros que não dão tréguas aos empresários em Moçambique.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo