Crise | Moçambique | Segurança

Dirigente da RENAMO, Jeremias Pondeca, assassinado em Maputo

Jeremias Pondeca, ex-deputado e membro da Renamo na equipa do diálogo político, foi assassinado no último sábado por desconhecidos na zona da Costa do Sol, em Maputo. Na altura, o político encontrava-se a fazer a sua habitual ginástica matinal.

José Manteigas, deputado da Renamo, explicou aos orgãos de comunicação social moçambicanos o que se passou: “O deputado deixou a sua casa em Matola-Socimol no sábado de manhã por volta das 5 da manhã para a sua habitual caminhada para a área da praia da Costa do Sol. Mas de acordo com testemunhas, o membro da Renamo foi abordado por quatro homens armados, arrastado para a praia e baleado.”

Suitila Isa Pondeca, filha de Jeremias Pondeca, disse que foi intimada pela polícia para reconhecer o corpo no Hospital Central de Maputo, o que fez acompanhada por outros membros da Renamo.

A direção da Renamo tem vindo, nas últimas horas, a desdobrar-se em declarações de repúdio pelo assassinato que atribui a motivações políticas, admitindo que este incidente terá repercussões graves no processo de paz em curso e na estabilidade do país.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo