EUA indicam Cabo Delgado como abrigo de terroristas

Um relatório sobre terrorismo publicado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos da América (EUA) indica que a província moçambicana de Cabo Delgado é um local de abrigo de terroristas

Moçambique foi considerado na lista de “portos seguros para terroristas” como um país com capacidades inadequadas de governação, onde os insurgentes conseguiram infiltrar-se. 

Cabo Delgado é assim considerada uma das áreas físicas “onde os terroristas são capazes de se organizar, planear, arrecadar fundos, comunicar, recrutar, treinar, transitar e operar com relativa segurança, devido à capacidade inadequada de governação, falta de vontade política ou ambos”

No mesmo documento, divulgado pela “Folha de Maputo”, pode ler-se que a violência causada pelo grupo terrorista ISIS-Moçambique resultou na morte de cerca de 1.500 pessoas e na deslocação de mais de 500 mil pessoas em 2020. Nessa altura ter-se-á registado um aumento de 130% do número de ataques, comparativamente a 2019. 

De acordo com os EUA, na província moçambicana em questão o grupo terrorista “assumiu o controlo de quantidades significativas de território” e “teve uma liberdade de movimento considerável ameaçando valiosas instalações de gás natural” com múltiplos ataques em quase todas as semanas do ano passado. 

Neste sentido, “tanto o Governo moçambicano como os parceiros regionais tiveram dificuldades em responder eficazmente à ameaça” e, no final de 2020, o ISIS-Moçambique “estava efetivamente à rédea solta em grande parte de Cabo Delgado”

O documento refere ainda que “a pandemia global de covid-19 complicou o cenário terrorista”, uma vez que as organizações terroristas “adaptaram as suas abordagens e apelos” e usaram a Internet para “continuar a radicalizar, incitar à violência e inspirar ataques”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin