FMI considera insensato limitar projetos de gás em Moçambique

O representante do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Moçambique, Alexis Meyer-Cirkel, afirmou que é pouco sensato pensar em limitar o desenvolvimento dos projetos de gás do país. 

“Não me parece muito sensato esse movimento” oposto àqueles investimentos, observou, citado pela “Carta de Moçambique”. 

A declaração foi feita em resposta a questões do público, depois de uma apresentação feita na Internet sobre as perspetivas económicas regionais e da nação lusófona. 

Apesar de reconhecer que “as alterações climáticas têm efeitos negativos óbvios”, Meyer-Cirkel considera que essa ligação ao consumo de combustíveis fósseis “é um problema para ser resolvido a nível global” e não à custa de um ou outro país. 

“Moçambique é um país que emite muito pouco” carbono quando comparado com os restantes países no mundo, defendeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) derrubou as suas previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2022…
Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

O primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, inicia nesta quarta-feira, 26 de janeiro, uma visita de trabalho à província de…
Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

A declaração foi feita pelo porta-voz da Bancada parlamentar do PAICV, Walter Évora, durante a conferência de imprensa de balanço…
Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

A Comissão Económica do Conselho de Ministros de Angola aprovou nesta terça-feira, 25 de janeiro, o Plano Anual de Endividamento…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin