Economia | Moçambique

FMI suspendeu financiamento para Moçambique devido a corrupção

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, justificou a suspensão do financiamento a Moçambique devido a sinais claros de corrupção escondida por parte das autoridades do país.

“Quando vemos um país sob um programa do FMI, em que há dinheiro da comunidade internacional envolvido, que não cumpre o seu compromisso de divulgação financeira, que está a esconder claramente a corrupção, nós suspendemos o programa. Fizemos isso muito recentemente com Moçambique”, afirmou Lagarde ao participar no programa da BBC Woman’s Hour.

Lagarde justificou a forma como o FMI enfrenta a corrupção, a evasão fiscal e lavagem de dinheiro.

O Governo de Moçambique enfrenta uma grave crise financeira e de credibilidade no mercado internacional desde que em Abril foram descobertas dívidas secretas no valor de aproximadamente 1,4 mil milhões de dólares (1,2 mil milhões de euros).

Como consequência desse fato, o Fundo Monetário Internacional, o Banco Mundial, o G-14, grupo dos países que financiam o Orçamento do Estado, e o Reino Unido suspenderam a ajuda a Moçambique, enquanto os Estados Unidos anunciaram estar a rever a sua cooperação com Maputo.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo