Julgamento de ex-embaixadora de Moçambique nos EUA marcado para novembro

O caso de corrupção que envolve a antiga embaixadora de Moçambique nos Estados Unidos da América (EUA), Amélia Matos Sumbana, foi marcado para o dia 12 de novembro deste ano. A informação foi revelada pelo porta-voz do Tribunal Supremo (TS), Pedro Nhatitima, que foi forçado a prestar estas informações depois de o Gabinete Central de Combate à Corrupcao (GCCC) se queixar constantemente da demora dos tribunais no julgamento de casos de corrupção.

Recorde-se que a ex-embaixadora é acusada de crimes realizados entre 2009 e 2015, tendo sido exonerada oito meses após a tomada de posse do atual Presidente da República, Filipe Nyusi. Sumbana terá desviado 496.945,03 dólares (o que corresponde a 17.393.076,05 meticais e a 435.127 euros) durante seis anos.

De acordo com a “Carta de Moçambique”, as acusações de que Amélia Sumbana é alvo são crime de peculato, abuso de cargo e branqueamento de capitais. Parte do dinheiro terá sido alegadamente utilizado na aquisição de um apartamento, que registou em nome de um parente.

A diplomata ordenava ainda a emissão de cheques a seu favor, alegadamente para efetuar pagamentos referentes a obras de reabilitação da residência oficial e à compra de bens para o funcionamento da missão diplomática.

O antigo embaixador de Moçambique na Federação Russa, Bernando Xerinda, também está a ser acusado de peculato, uma vez que terá desviado fundos do Estado. Nhatitima referiu que este processo se encontra em fase de elaboração do despacho de pronúncia, pesando sobre Xerinda indícios da prática de corrupção e tráfico de influências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Providência Cautelar provoca novo adiamento do Congresso do PAIGC

Guiné-Bissau: Providência Cautelar provoca novo adiamento do Congresso do PAIGC

O Xº Congresso do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) que deveria decorrer de 10 a…
Cabo Verde: PAICV quer "gestão transparente" do dinheiro disponibilizado por Portugal

Cabo Verde: PAICV quer "gestão transparente" do dinheiro disponibilizado por Portugal

O PAICV apelou a uma “gestão transparente” dos montantes disponibilizados por Portugal, no âmbito da cimeira bilateral com o país…
Brasil: missão de solidariedade resgata 68 refugiados da guerra, na Ucrânia 

Brasil: missão de solidariedade resgata 68 refugiados da guerra, na Ucrânia 

Pousou em solo nacional na manhã de quinta-feira (10) o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que trazia 42 brasileiros…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin