Moçambique: ACP-UE considera necessário mais apoios para Cabo Delgado

A Missão exploratória da Assembleia Parlamentar Paritária de África, Caraíbas e Pacífico e da União Europeia (ACP-UE) defende a necessidade de unir esforços para a busca contínua de apoios que diminuam o sofrimento dos deslocados em Moçambique

Recorde-se que os ataques terroristas ocorridos frequentemente na província de Cabo Delgado desde outubro de 2017 já levaram a que mais de 826 mil pessoas fugissem das suas zonas de habitação. 

O deputado europeu José Carlos Zorrinho, co-presidente da missão, falou numa conferência de imprensa sobre a visita realizada a Cabo Delgado. Segundo o próprio, depois de ter verificado a situação do drama humanitário no terreno, o Parlamento Europeu vai reforçar novamente os apelos à comunidade internacional para a mobilização de apoios, o mais urgentemente possível. 

A missão exploratória da ACP-UE manteve um encontro conjunto de trabalho com o secretário de Estado na província de Cabo Delgado, António Supeia, e o governador, Valige Tauabo. A ocasião serviu para ser apresentado o informe das autoridades governamentais quanto à situação sociopolítica e económica local, com enfoque para o impacto das ações protagonizadas por grupos terroristas sobre a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin