Moçambique: Agente da PRM detido por matar jovem a tiro

Um agente da Polícia da República de Moçambique (PRM) foi detido por matar a tiro um jovem de 18 anos durante a perseguição a um grupo. O incidente ocorreu a 13 de setembro no distrito de Moamba, situado na província de Maputo. 

As informações foram avançadas à imprensa pela porta-voz da PRM na província de Maputo, Carminia Leite. De acordo com esta fonte, o disparo aconteceu na altura em que o agente tentava neutralizar o grupo, que estava, alegadamente, a ameaçar populares com recurso a armas brancas. 

Ainda segundo Carminia Leite, o grupo, do qual supostamente fazia parte a vítima, fugiu na altura em que se apercebeu da presença da polícia. O agente terá então disparado para travá-lo e acabou por acertar mortalmente em um dos jovens, tendo sido detido nesse mesmo dia. 
 
“A Polícia da República de Moçambique lamenta a morte e endereça as mais sentidas condolências à família”, declarou a porta-voz da PRM na província de Maputo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin