Moçambique: Agentes do SERNIC e PRM assaltam empresa chinesa em Maputo

Dois agentes da Polícia da República de Moçambique e um do Serviço Nacional de Investigação Criminal(SERNIC) estão detidos em Maputo e outros dois foragidos após se terem supostamente envolvido no roubo de mais de cinco milhões de meticais de uma empresa de chineses na capital moçambicana.

O porta-voz do Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic) na província de Maputo, Elino Panguana, revelou que os quatro polícias se associaram a mais cinco trabalhadores da empresa para participarem na simulação de um assalto a uma viatura que transportava o dinheiro da firma.

“O grupo terá bloqueado o carro da instituição quando ia fazer o depósito de uma quantia de 5.700.000 meticais, (cinco milhões e setecentos mil meticais)num banco, simulando um assalto”, afirmou Panguana.

Segundo o Sernic, a contabilista da empresa, encarregada pelo depósito do valor, terá combinado o esquema com o motorista, estes por sua vez convidaram amigos e de seguida quatro agentes da polícia moçambicana para se aliarem ao roubo.

“Participado o caso as autoridades, apertou-se a contabilista e o motorista que acabaram confessando que de facto não era um assalto, mas foi uma operação engendrada previamente entre eles junto do agente do SERNIC e dos policias que se encontram até aqui a monte”, referiu Elino Panguana.

De acordo com o porta-voz, do grupo, sete pessoas estão detidas, entre as quais dois agentes afetos ao Sernic, enquanto os restantes dois membros, que são polícias de proteção pública, estão foragidos.

“Estão a decorrer diligências para a neutralização dos foragidos e recuperação do resto do dinheiro”, acrescentou o porta-voz do Sernic, referindo que foram recuperados mais de dois milhões de meticais e alguns bens adquiridos com o valor.

De salientar que nesta operação até aqui foram recuperados 2.300.000 meticais( dois milhões e trezentos mil meticais), uma motorizada e uma carrinha mini bus comprados com valor do roubo.

Aurelio Sambo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin