Moçambique analisa cooperação com China

A ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Verónica Macamo, reuniu-se em Dakar, capital do Senegal, com o Conselheiro de Estado e Ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi. 

O encontro decorreu no domingo, 28 de novembro, à margem da oitava reunião ministerial do Fórum de Cooperação China-África, segundo “O País”. A ocasião serviu para analisar o estado das relações históricas de amizade, solidariedade e cooperação entre os dois países. 

Macamo realçou perante a imprensa os laços de amizade e confiança entre o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, e o homólogo chinês, Xi Jinping. A governante agradeceu o apoio multiforme da China a Moçambique, principalmente no combate, prevenção e tratamento da Covid-19, na luta contra o terrorismo e na assistência aos deslocados vítimas dos ataques terroristas. 

Por sua vez, Wang Yi  descreveu Moçambique como um parceiro importante da China em África, com o qual tem aprofundado as relações de amizade e cooperação em diversos domínios, sobretudo na agricultura, no comércio, na saúde, na energia e nas infraestruturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin