Moçambique aperta o cerco a ilegais na exploração mineira

Na operação que foi montada pela Polícia de Proteção de Recursos Naturais e Meio Ambiente, lançada no inicio do mês de Fevereiro, de combate à extração ilegal, foram identificadas cerca de três mil pessoas ilegais no garimpo, metade dos quais estrangeiros.

A operação teve início no dia 09 de Fevereiro na província de Cabo Delgado, segundo declarações do chefe da Policia de Proteção de Recursos Naturais e Meio Ambiente, Abdul Charruo.

Das pessoas identificadas, mais de 1.500 foram reencaminhadas para a Tanzânia. O responsável pela operação adverte ainda que quem estiver em situação ilegal deve abandonar a zona. Os que pretendem manter a atividade devem solicitar junto das autoridades locais as respetivas licenças necessárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique regista cerca de 1.9 milhão de pessoas em insegurança alimentar

Moçambique regista cerca de 1.9 milhão de pessoas em insegurança alimentar

O Secretariado Técnico de Segurança Alimentar e Nutricional (SETSAN) informou que cerca de 1.9 milhão de pessoas poderão estar em…
Japão doa mais de 70 milhões a Timor-Leste para infraestruturas

Japão doa mais de 70 milhões a Timor-Leste para infraestruturas

O Governo do Japão doou, em 2021, 77 milhões de dólares americanos (68 milhões de euros) ao Governo de Timor-Leste.…
Angola: PGR registou 700 novos processos-crime em 2021

Angola: PGR registou 700 novos processos-crime em 2021

O Procurador-Geral da República de Angola, Hélder Pitta Grós, declarou que foram instaurados cerca de 700 novos processos-crime em 2021.…
Moçambique: Governo assegura expansão de abastecimento de água

Moçambique: Governo assegura expansão de abastecimento de água

O Governo moçambicano informou que vai trabalhar, em coordenação com o setor privado, para a expansão da rede pública de…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin