Moçambique: Apoio do governo e ACNUR chega aos deslocados e vítimas do ciclone em Cuamba-Niassa

Cerca de 100 famílias deslocadas nas província de Cabo Delgado e de Niassa e 90 vítimas do ciclone “Gombe” acolhidos no distrito de Cuamba, receberam esta quinta-feira, vários kits de diversos produtos essenciais.

A iniciativa do Governo da província de Niassa, em parceria com a Agência das Nações Unidas para Refugiados – ACNUR, disponibilizou uma esteira, uma manta, duas redes mosquiteiras, um jogo de panela, lona de cobertura, iluminação à base de painel solar, entre outros itens, a cada família.

Após a entrega dos bens, o Secretário do Estado na província de Niassa, Dinis Vilanculo, apelou para que as famílias recomecem as suas vidas e evitem dependência de donativos. Valanculo, aconselhou igualmente a prática de agricultura e pequenos negócios.

A recepção dos materiais foi um gesto de gratificação às famílias deslocadas, porém estas pediram ainda mais apoio, tendo em conta as necessidades que passam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Assinado em Bissau acordo entre a facção sul do MFDC e Dakar

Guiné-Bissau: Assinado em Bissau acordo entre a facção sul do MFDC e Dakar

Foi assinado em Bissau, esta quinta-feira 04 de Agosto, um acordo de “deposição de armas” entre facção Sul do Movimento…
Revista de Imprensa Lusófona de 05 de agosto de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 05 de agosto de 2022

A “Carta de Moçambique” noticia que “Forças do Ruanda, de Moçambique e da SADC resgataram 600 civis das mãos dos…
Cabo Verde já tem plano de contingência para varíola dos macacos

Cabo Verde já tem plano de contingência para varíola dos macacos

O Diretor Nacional de Saúde, Jorge Noel Barreto, informou que todos os hospitais e centros de saúde de Cabo Verde…
Moçambique deixa de pagar taxas alfandegárias à China

Moçambique deixa de pagar taxas alfandegárias à China

A China decidiu eliminar as taxas alfandegárias para 98% dos produtos importados. A este processo, que inclui Moçambique, juntam-se outros…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin