Moçambique: Apoios financeiros não chegam aos deslocados

O bispo António Juliasse Sandramo, administrador da diocese de Pemba, localizada na província de Cabo Delgado, denunciou o facto de as ajudas destinadas aos deslocados não estarem, alegadamente, a chegar a quem precisa. 

Ainda segundo a mesma fonte, a atribuição de apoios financeiros só estão a servir estruturas administrativas. Têm sido anunciadas quantias de milhões que não terão chegado às vítimas dos atentados terroristas em Cabo Delgado. 

Sandramo declarou que “boa parte do que deveria ajudar o outro, fica com ele, isso acontece”. A crítica foi feita durante uma missa que celebrou nesta quarta-feira, 30 de junho, na catedral de Pemba. 

Muitas ajudas têm como destino os deslocados, “mas será que todas as ajudas [lá] chegam”, questionou. O bispo supõe que as mesmas “podem estar com alguém que [as] deveria fazer chegar” e que vai “aproveitar-se” da situação.  

“Há várias outras coisas que são feitas em nome do bem, mas no fim acabamos [por] nos servir a nós mesmos. É o que nós vemos. Salários muito grandes em nome dos pobres” e “toda a ajuda que chega acaba numa estrutura de profissionais: aquilo que vai chegar realmente àqueles que sofrem é tão pouco”, observou. 

“A gente escuta anúncios de milhões de dólares para Cabo Delgado, mas desses milhões quanto chega realmente para o povo? Boa parte é para uma estrutura, para grandes carros, grandes salários, grandes alojamentos, grandes seminários, luxuosos”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…