Moçambique: Ataques no Niassa causam cerca de três mil deslocados

A província do Niassa foi atacada por terroristas, o que levou três mil cidadãos a fugir para a vila-sede do distrito de Mecula, situada no nordeste da referida província. Os deslocados estão acampados, com receio de voltar para o local invadido.

As aldeias das vítimas, em Mecula, foram atacadas em finais de novembro e princípios de dezembro, segundo a “Carta de Moçambique”. Essa informação já foi confirmada pelo Secretário do Estado da província do Niassa, Dinis Vilankulo, durante um encontro com as autoridades policiais locais.

Trata-se de pessoas vindas das aldeias Chitande, Macalange, Mecula, Muchenga e Naulala 2, cujas casas foram incendiadas pelos insurgentes. Vilankulo defende o aumento da capacidade de vigilância e dos níveis de colaboração entre o cidadão e a Polícia da República de Moçambique, de maneira a evitar futuras invasões armadas.

Recorde-se que na província de Cabo Delgado os ataques terroristas começaram em outubro de 2017, o que já provocou mais de 830 mil deslocados e a morte de cerca de três mil pessoas, entre as quais civis, militares e membros do grupo terrorista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin