Moçambique: Ataques terroristas na província de Niassa deslocaram mais de 600 pessoas

Os ataques terroristas na província de Niassa, que resultaram da expansão do grupo armado que ataca em Cabo Delgado, já obrigaram à deslocação de 682 pessoas, homens, mulheres e crianças, que fugiram das suas aldeias para a sede do distrito de Mecula.

A informação consta no mais recente relatório do Cabo Ligado, um projecto da ACLED que monitoriza a evolução da violência armada em Cabo Delgado, publicado na quarta-feira, que refere também que mais de 80 casas da população foram queimadas pelos terroristas.

O relatório do Cabo Ligado indica que as 682 pessoas deslocadas já beneficiam do apoio alimentar do INGD e estão alojadas numa escola primária na própria sede do distrito de Mecula. Algumas famílias já abandonaram para outros pontos de Niassa, incluindo a cidade de Lichinga.

No distrito de Mecula, que fica na Reserva Nacional de Niassa, os ataques terroristas afectaram, as aldeias de Gombe, Naulala, Nampequesso e Lichengue. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin