Moçambique: Autoridades identificam esquema de tráfico humano em Tete

As autoridades da província moçambicana de Tete identificaram novos circuitos usados como meios de tráfico de seres humanos para alguns países da região da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa).

Esses circuitos integram motoristas dos transportes semi-coletivos de passageiros, além de proprietários de algumas residências usadas para abrigo dos traficantes e de pessoas influentes na sociedade, entre outros.

A constatação foi feita pelo grupo multissectorial de resposta ao tráfico de seres humanos, constituído pelo Serviço Nacional de Investigação Criminal, pelo Serviço Nacional de Migração, pela Procuradoria provincial e também pela Ordem dos Advogados, entre outras entidades.

Segundo o representante da Ordem dos Advogados em Tete, Roberto Aleluia, a preocupação consiste no número de mulheres e crianças traficadas naquela zona do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin