Moçambique: Autoridades preocupadas com aumento de agiotas

O Gabinete Provincial de Combate à Corrupção em Sofala está preocupado com o aumento de agiotagem ou de indivíduos que se dedicam a empréstimos financeiros a terceiros, à margem da lei. 

De acordo com a “Rádio Moçambique”, os credores informais aproveitam-se de circunstâncias aflitivas para oferecerem empréstimos com o objetivo de obter vantagem económica indevida, através de juros. 

O porta-voz do Gabinete Provincial de Combate à Corrupção em Sofala, Anastácio Matsinhe, explicou que este acto constitui um crime punível nos termos da lei. Partilhou também que há agiotas que poderão responder nos próximos dias em juízo, por serem acusados de prática de crime contra a economia nacional. 

Matsinhe acrescentou que, no geral, os agiotas praticam taxas de juro elevadas e recorrem à justiça privada para a cobrança de dívidas.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…