Moçambique: Barco com 30 pessoas desaparece em Cabo Delgado

Um barco que transportava cerca de 30 pessoas desapareceu há quase um mês no norte da província moçambicana de Cabo Delgado. Ainda não se sabe o paradeiro deste transporte marítimo. 

Segundo fontes locais, a referida embarcação partiu da Ilha de Matemo a 27 de setembro, em direção à vila-sede de Palma. No entanto, nunca chegou a atracar nessa sede distrital. 

As mesmas fontes acrescentaram que o barco transportava deslocados que se tinham refugiado naquela ilha, devido aos ataques terroristas ocorridos em Palma entre março e junho deste ano. 

Uma hipótese colocada para este desaparecimento é o facto de os proprietários da embarcação não terem comunicado a viagem às autoridades, podendo ter sido detidos pelas Forças de Defesa e Segurança (FDS) por navegarem numa zona proibida. Sabe-se que as FDS chegaram a deter 150 pessoas que se faziam transportar em três embarcações artesanais por suspeita de pertencer ao grupo terrorista, uma vez que transportavam produtos alimentares. 

Foi desde a chegada das tropas estrangeiras que as FDS proibiram a navegação marítima a norte da ilha de Matemo, localizada nas proximidades do distrito de Macomia. Os barcos podem navegar de Matemo até Pemba e vice-versa, mas aqueles que passarem estas coordenadas arriscam-se a ser confundidos com os terroristas. 

A medida, também aplicada aos pescadores, tem como objetivo limitar o abastecimento logístico, por mar, do grupo terrorista. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin