Moçambique: Cruz Vermelha na província de Niassa aloca 5 milhões de meticais para apoio psicológico aos deslocados

A Cruz Vermelha de Moçambique, na província de Niassa, tem assegurado cinco (5) milhões de meticais para apoio psicológico às famílias deslocadas dos ataques terroristas no distrito de Mecula e que ainda se encontram refugiadas na cidade de Lichinga e Cuamba.

A garantia deste montante foi assegurada aos jornalistas em Lichinga, pelo Delegado Provincial de Cruz Vermelha, na província de Niassa, José Domingos.

O Delegado da Cruz Vermelha no Niassa disse que as famílias deslocadas não estão bem e encontram-se extremamente traumatizadas e precisam de apoio psicológico. ” É uma constatação que a Cruz Vermelha, encontra durante as visitas domiciliária das famílias deslocadas”, sublinhou José Domingos.

Durante a semana passada, a Cruz Vermelha de Moçambique no Niassa, formou pessoas que irão deslocar-se às comunidades para apoio psicológico às famílias deslocadas já identificadas. 

A formação baseou-se em matérias sobre como identificar sinais e sintomas de problemas de saúde mental em crianças e adolescentes e gestão de stress em situação de emergência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin