Moçambique: DDR acolhe mais 30 guerrilheiros da Renamo

A Renamo avançou que 30 homens armados da autoproclamada Junta Militar da Renamo aderiram ao processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR).

A informação foi divulgada pelo secretário-geral da Renamo nesta segunda-feira, 15 de março. De acordo com André Majibire trata-se de 30 antigos membros do partido que o tinham abandonado para aderirem à Junta Militar, liderada por Mariano Nhongo, mas que agora se arrependeram.

Majibire  acrescentou que os visados operavam ao serviço da Junta Militar em vários pontos das províncias de Sofala e Manica, na região centro.

Com esse arrependimento, concluiu, foi dado um importante passo para a paz no país. Agora, acrescentou, espera-se que mais homens armados se juntem ao processo de DDR, inclusive Nhongo.

 Na semana passada, o primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, referiu que cerca de um terço dos ex-guerrilheiros da Renamo já tinham entregado as armas no âmbito do DDR em curso.

“Através deste processo, até ao momento, foram desmobilizados e reintegrados 1.490 antigos guerrilheiros da Renamo, o que representa 29% de um efetivo de 5.221 homens a desmobilizar”, disse no Parlamento, numa sessão de esclarecimentos do Governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde: Dívida pública atingiu 152,5% do PIB

Cabo Verde: Dívida pública atingiu 152,5% do PIB

O Ministério das Finanças de Cabo Verde indica que o ‘stock’ da dívida pública aumentou, até julho, 152,5% do Produto Interno…
Moçambique: Autoridades preocupadas com aumento de agiotas

Moçambique: Autoridades preocupadas com aumento de agiotas

O Gabinete Provincial de Combate à Corrupção em Sofala está preocupado com o aumento de agiotagem ou de indivíduos que…
Rússia: Russos incendeiam postos de recrutamento militar

Rússia: Russos incendeiam postos de recrutamento militar

Alguns russos decidiram incendiar postos de recrutamento desde o início da mobilização parcial de reservistas decretada pelo Presidente do país, Vladimir…
Angola: UNITA marcha neste sábado pela liberdade

Angola: UNITA marcha neste sábado pela liberdade

A UNITA convocou no início do mês uma marcha pela liberdade para este sábado, 24 de setembro. O evento foi…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin