Moçambique: DDR tem 1.954 ex-guerrilheiros por desmobilizar

O processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR) dos homens armados da Renamo tem ainda cinco bases por encerrar e 1.954 ex-guerrilheiros por desmobilizar, refere a “Carta de Moçambique”. Já há dois anos que o mesmo se encontra em ação.

Os dados foram divulgados pelo Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, no âmbito da apresentação do Informe sobre o Estado Geral da Nação, que decorreu na Assembleia da República.

“Foram desmobilizados e reintegrados 3.267 antigos guerrilheiros da Renamo, representando 63% do total de abrangidos, dos quais 156 são mulheres e 3.141 homens, de um total de 5.221 pessoas”, declarou.

Nyusi garantiu que 90 ex-membros da Junta Militar da Renamo também se juntaram ao processo em questão. Ainda segundo o chefe de Estado, desde o início do processo, em 2019, que apenas 11 bases da Renamo foram completamente desmanteladas, em cinco províncias do país, de um total de 16 unidades militares do braço armado do maior partido da oposição.

Até ao momento, o Governo desativou as bases de Savane, Muxúnguè, Inhaminga, Chemba, Marínguè, em Sofala; Mabote, em Inhambane; Tambara, Mossurize, Báruè, em Manica; Zóbuè, em Tete; e Murrupula, na província de Nampula.

Entretanto, guerrilheiros desmobilizados da Renamo têm reclamado o pagamento de subsídios por parte do Governo moçambicano. Esta situação tem gerado tensão entre o Executivo e a liderança da Renamo.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

África do Sul trava entrada ilegal de moçambicanos no país

África do Sul trava entrada ilegal de moçambicanos no país

As autoridades sul-africanas impediram a entrada ilegal de 40 moçambicanos no seu território, por ocasião do regresso de várias pessoas…
Comissão Mista Angola-Brasil reúne-se entre março e abril

Comissão Mista Angola-Brasil reúne-se entre março e abril

A Comissão Mista Angola-Brasil vai reunir-se entre março e abril para impulsionar as relações de cooperação bilateral.  Esta foi uma…
Timor-Leste: PR diz que Brasil pode apoiar na autossuficiência na agricultura

Timor-Leste: PR diz que Brasil pode apoiar na autossuficiência na agricultura

O Presidente da República de Timor-Leste, José Ramos-Horta, partilhou publicamente que o Brasil pode apoiar o seu país a tornar-se…
Cabo Verde: PAICV comenta abandono da barragem de Canto de Cagarra

Cabo Verde: PAICV comenta abandono da barragem de Canto de Cagarra

Os deputados do PAICV eleitos por Santo Antão alertaram nesta quinta-feira, 05 de janeiro, para a situação de abandono da…