Moçambique: Demitida direção da Polícia de Fronteira por aceitar migração ilegal

A direção da Polícia de Fronteira em Namaacha foi despedida por ter feito vista grossa à migração ilegal. A decisão foi tomada após terem sido obtidas evidências em relação a esta acusação.

As autoridades terão então participado em actos de corrupção, que consistiam na cobrança ilícita de dinheiro para permitirem passagens ilegais de milhares de moçambicanos, através da zona de Macuácua.

Ao ter ficado a par da situação, o Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique [PRM] deslocou-se até Namaacha para anunciar reformas que travassem o esquema.

O comandante-geral da PRM, Bernardino Rafael, terá surgido sem dar muito nas vistas, fazendo com que parecesse uma visita normal de trabalho.

Assim, os responsáveis pelo primeiro regimento da Polícia de Fronteira de Namaacha acabaram por ser apanhados de surpresa com o despedimento, depois do comandante-geral ter entrado na mata para averiguar a situação no terreno, tanto na fronteira com eSwatini, como com África do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Presidente da Ucrânia apela a soldados russos para saírem do país

Presidente da Ucrânia apela a soldados russos para saírem do país

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, apelou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, aos soldados russos para que deponham as armas e…
Revista de Imprensa Lusófona de 28 de fevereiro de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 28 de fevereiro de 2022

A “Agência Brasil” refere que “Brasileiros que saíram de Kiev chegam à Roménia”. Já “O Globo” tem em manchete o…
Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin