Moçambique: Descoberto mais um arsenal de armas em Cabo Delgado

As forças de segurança do Ruanda que trabalham em operações de contraterrorismo na província moçambicana de Cabo Delgado descobriram na passada sexta-feira, 21 de outubro, mais um esconderijo de armas abandonadas pelos terroristas ligados ao Estado Islâmico. 

Trata-se do segundo arsenal de armas encontrado em Cabo Delgado em menos de uma semana, avança a “Carta de Moçambique”. As armas estavam escondidas nas antigas bases dos terroristas em Miloli, na área da floresta de Limala, a sudeste do distrito de Mocímboa da Praia. 

As áreas em que as armas foram descobertas eram redutos terroristas antes de serem desalojados pelas forças moçambicanas e ruandesas, em agosto de 2021. Segundo uma declaração do Ministério da Defesa do Ruanda, os terroristas tentaram “várias vezes retornar para recuperar as armas sem sucesso”

O primeiro arsenal de armas e munições escondidas pelos terroristas foi descoberto pelas forças de segurança do Ruanda a 15 de outubro, na região de floresta denominada Mbau, a sudeste do distrito de Mocímboa da Praia.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…