Moçambique: Descobertos mais três corpos decapitados em Quissanga

O distrito de Quissanga, na província de Cabo Delgado, foi invadido por insurgentes na passada sexta-feira, 17 de setembro. Nesse dia foram encontrados cinco corpos decapitados

No entanto, o número de corpos de pessoas decapitadas continua a aumentar. Nesta segunda-feira, dia 20, foram encontrados mais três cadáveres. 

Segundo fontes locais, existe a possibilidade de os terroristas terem matado mais pessoas em Quissanga, devido à fraca presença das Forças de Defesa e Segurança de Moçambique e também das tropas do Ruanda e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa). 

Ainda assim, tem sido noticiado que os invasores têm sofrido baixas consideráveis desde a entrada das tropas estrangeiras no território moçambicano. A vila de Mocímboa da Praia, a Estrada Nacional Nº 1 e algumas bases estratégicas, como a de Mbau, já foram recuperadas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin