Moçambique: Detidos alegados mandantes de raptos no centro do país

O Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic) anunciou esta segunda-feira, 27 de dezembro, a detenção de dois supostos mandantes de raptos nas províncias moçambicanas de Manica e Sofala, situadas no centro do país. A detenção foi feita pela Polícia da República de Moçambique, segundo a “Carta de Moçambique”.

Trata-se de uma operação desencadeada após o rapto de um cidadão de origem indiana em Gondola, na província de Manica, no dia 14 de dezembro. De acordo com o porta-voz do Sernic em Sofala, Alfeu Sitoe, os envolvidos estariam a orquestrar um novo crime na cidade da Beira, na província de Sofala.

“Tomámos conhecimento de encontros clandestinos do grupo e o Sernic em Sofala começou a fazer a investigação. Levantámos os seus cadastros”, partilhou.

As autoridades indicam que os dois elementos integram um grupo composto por nove. Durante a operação foi apreendida uma viatura ligeira, que se suspeita que terá sido usada pelos detidos nos alegados crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin