Moçambique e Ruanda alcançam vitórias em Mocímboa da Praia

Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado

Uma operação conjunta entre as forças moçambicanas e ruandesas teve como resultado a ocupação de Awasse e Diaca, principais posições dos terroristas ao redor da vila de Mocímboa da Praia. Esta vila está localizada na província moçambicana de Cabo Delgado.

Mocímboa da Praia já se encontra cercada pela força conjunta, podendo ser recuperada “a qualquer altura”. A informação foi avançada à imprensa por uma fonte ligada ao Exército moçambicano.

Durante a ação das duas forças militares foi apreendido muito material bélico, pertencente ao grupo de insurgentes. Alguns dos membros do grupo acabaram por ser abatidos.

Depois do sucedido, o comandante-geral da Polícia da República de Moçambique visitou a localidade de Awasse, onde assegurou a intenção de permanecer nos pontos ocupados.

Mocímboa da Praia, considerada por muitos como a “base” dos insurgentes, é uma das principais vilas do norte da província de Cabo Delgado. Localiza-se a 70 quilómetros a sul da área de construção do projeto de exploração de gás natural conduzido por várias petrolíferas internacionais e liderado pela petrolífera francesa Total.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…