Moçambique e Zimbabué vão reativar Comissão Mista

Moçambique e Zimbabué querem reativar a Comissão Mista ainda neste ano de 2021. A informação foi avançada pelo chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, depois de um encontro com o homólogo do país vizinho, Emmerson Mnangagwa. 

A Comissão Mista entre os dois países deixou de reunir-se em 2013. Estes são então os primeiros sinais da retoma dos diálogos que pararam há quase oito anos, mesmo existindo temas de interesse. 

Apesar do terrorismo estar no topo da agenda, não se trata do único problema comum entre os Estados. 

“A cooperação tem de ser alimentada com ideias e pensamentos. Nós não podemos resolver um problema, segundo, terceiro… temos que fazer tudo ao mesmo tempo. Temos o terrorismo, mas o desenvolvimento não pode parar”, defendeu Nyusi. 

Também Mnangagwa concorda com este ponto de vista e espera que a reativação dos debates “seja o mais breve possível”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Angola defende Guiné Equatorial no processo da pena de morte

Angola defende Guiné Equatorial no processo da pena de morte

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, acredita que a Guiné Equatorial está “a fazer a sua parte” para abolir a pena…
Timor-Leste regista 856 empresas indonésias

Timor-Leste regista 856 empresas indonésias

O Embaixador da Indonésia em Timor-Leste, Sahat Sitorus, informou que o Serviço de Registo e Verificação Empresarial de Timor-Leste (SERVE-TL) registou, atualmente,…
Moçambique recebe apoio de 4.6 biliões de meticais da Alemanha

Moçambique recebe apoio de 4.6 biliões de meticais da Alemanha

Moçambique recebeu nesta quinta-feira, 17 de junho, 4.6 biliões de meticais da Alemanha para o setor da Educação e obras públicas. A…
Revista de Imprensa Lusófona de 18 de junho de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 18 de junho de 2021

O “Jornal de Angola” escreve que a “Taxa de desemprego cai para 30,5 por cento”. De acordo com o “Portal de Angola”,…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin