Moçambique: Embaixador de Portugal de visita a Pemba destaca importância da educação para o desenvolvimento

O Embaixador de Portugal em Moçambique, António Costa Moura, defendeu esta segunda-feira, na cidade de Pemba, Cabo Delgado, que a educação, formação e capacitação vocacional são, por consenso, reconhecidas como uma das mais valias da cooperação portuguesa aos moçambicanos.

António Costa Moura, que falava na cerimónia de inauguração de seis salas de aula resilientes aos fenómenos atmosféricos, financiadas através da Galp, destacou que a educação do capital humano e social é fundamental para redução da pobreza. 

Presente no acto, o governador de Cabo Delgado, Valige Tauabo, realçou a cooperação portuguesa no sector da educação, por isso saudou a contribuição de Portugal para a construção das seis salas de aula para as Escolas Primárias Completas Carlos Lwanga e Mahate, arredores da cidade de Pemba, avaliadas em seis (6. 000 000, 00) milhões de meticais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin