Moçambique

Moçambique: Empresários prejudicados com terrorismo em Cabo Delgado

Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado
Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado

O vice-presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), Prakash Prehlad, afirmou que o terrorismo está a sufocar empresários na província de Cabo Delgado. 

“Até agora, a ação dos terroristas tem impactado negativamente na atividade das empresas, particularmente nacionais contratadas ou subcontratadas para operar no local, uma situação que tem vindo a assumir uma dimensão que impede o lançamento de qualquer projeto de desenvolvimento na zona norte da província de Cabo Delgado”, expôs. 

Apesar de não ter avançado o número de empresas afetadas, por dificuldades de comunicação causadas pelos terroristas depois do recente ataque à vila de Palma, a 24 de março, Prehlad declarou que várias empresas têm enfrentado dificuldades em receber os pagamentos desde dezembro do ano passado. 

Tal deve-se à falta de clareza da parte da petrolífera francesa Total no que diz respeito às mercadorias recebidas. 

Ainda segundo a mesma fonte, com a paralisação e desmobilização geral, por exemplo, não se sabe como é que as empresas vão proceder em relação aos investimentos feitos em mercadorias e bens para fornecer aos projetos. Como consequência, as empresas locais correm um grande risco de perder credibilidade perante fornecedores internacionais e também perante a banca. 

Devido a este tipo de insegurança, continuou há um grande risco de a logística ser transferida da cidade de Pemba para outros pontos. O representante da CTA esclareceu igualmente que, por causa da insegurança, alguns bancos já demonstraram desinteresse em apoiar as empresas nacionais para os projetos no Norte, uma situação que só favorece as empresas estrangeiras.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo