Moçambique: Empresas do Estado devem mais de 223.8 mil milhões de meticais

O Tribunal Administrativo de Moçambique divulga no seu relatório e parecer sobre a Conta Geral do Estado de 2020 que o setor empresarial “moribundo” do Estado fechou o referido ano fiscal com uma dívida total de 223.829.574 mil meticais. 

Dessa quantia mencionada pela “Carta de Moçambique”, 193.405.251 mil meticais (86,4%) pertencem às empresas públicas e 30.424.323 mil meticais às sociedades anónimas (13,6%). Ao todo, o setor empresarial do Estado tem 17 empresas endividadas, entre as quais sete são empresas públicas e dez são sociedades anónimas. 

No relatório sobre 2020 lê-se ainda que a dívida das empresas públicas representa um aumento de 7,0% comparativamente a 2019, altura em que se registaram 180.710.803 mil meticais. Já a dívida das empresas participadas pelo Estado teve uma variação negativa de 4,1% em relação a 2019, que foi de 31.720.158 mil meticais. 

Segundo o auditor dos dinheiros públicos, a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) é responsável por mais da metade da dívida contraída pelas empresas públicas, seguida da Eletricidade de Moçambique (EDM). 

Já entre as empresas participadas pelo Estado, a Petróleos de Moçambique lidera a lista das principais Sociedades Anónimas devedoras, seguida da empresa Linhas Aéreas de Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin