Moçambique: Enfermeiros entram em greve a partir do dia 14 sem data de regresso à actividade

A Associação Nacional dos Enfermeiros de Moçambique (ANEMO), através de uma convocatória dirigida aos seus integrados e público em geral, anunciou uma greve geral a partir de segunda feira, 14 de novembro, devido às incongruências verificadas na implementação da Tabela Salarial Única (TSU).

A redução dos salários sem explicação administrativa, o enquadramento injusto na TSU e a redução de suplementos figuram entre as razões que levam ANEMO a convocar a greve geral.

De acordo com a convocatória, que define as directrizes, a greve dos enfermeiros “não terá uma data limite”, devendo cessar assim que o Governo se pronunciar relativamente à implementação da TSU e “às condições e termos mencionados como problemas”,  que apoquentam a classe dos enfermeiros.

Na convocatória, a Associação refere que o Governo ignorou todas as propostas apresentadas pelas organizações profissionais da saúde durante a reunião de socialização da proposta de revisão dos critérios de enquadramento na TSU, do passado dia 26 de agosto.

“Neste encontro, chegou-se ao consenso e acordo relativamente a uma proposta de critérios de enquadramento muito diferente dos decretos recentemente aprovados pelo Conselho de Ministros (Decretos n.º 50 a 55 de 14 de Outubro de 2022)”, cita o documento da ANEMO.

O documento alerta que as manifestações vão abranger todos os enfermeiros em serviço na administração pública, afectos às unidades sanitárias públicas e instituições subordinadas ao Ministério da Saúde.

A ANEMO garante, no entanto, que os enfermeiros vão assegurar serviços mínimos, nos serviços de internamento, enfermarias, urgência, reanimação, urgências de ginecologia, salas de parto e maternidades e bloco operatório de urgências.

Aurelio Sambo – Correspondente

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…