Moçambique: FAO vai apoiar Plano Técnico de recuperação dos pescadores vítimas do terrorismo em Cabo Delgado

O Fundo das Nações Unidas para Alimentação (FAO) vai apoiar a província de Cabo Delgado, em Moçambique, a recuperar das consequências devido ao terrorismo. O enfoque do Plano Técnico aprovado será para o sector pesqueiro, que é uma das principais actividades de alguns distritos afectados pelos ataques terroristas.

O anúncio sobre o apoio, foi tornado público esta segunda-feira, 16 de maio, na cidade de Pemba, pelo Governador de Cabo Delgado, à margem de uma Reunião de divulgação da avaliação do impacto do terrorismo no Sector das Pescas em Cabo Delgado.

Segundo Valige Tauabo, o FAO vai dar apoio financeiro e técnico de recuperação dos pescadores para garantir a segurança alimentar e sustento das famílias.

Até este momento, as autoridades e parceiros em Cabo Delgado, apontam que 15.447 pescadores foram atingidos directamente pelos ataques terroristas, além de que 2.194 embarcações e 5.646 artes de pesca foram vandalizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste e Portugal evitam dupla tributação

Timor-Leste e Portugal evitam dupla tributação

O Governo timorense aprovou nesta segunda-feira, 16 de maio, a Convenção entre Timor-Leste e Portugal para evitar a dupla tributação…
STP: Miris Bernardo é a nova Presidente do Tribunal de 1ª Instância

STP: Miris Bernardo é a nova Presidente do Tribunal de 1ª Instância

A Juíza Miris Bernardo foi, sexta-feira 13 de maio, empossada como Presidente do Tribunal da 1ª Instância São Tomé, e…
Acordo de facilitação de vistos entre Cabo Verde e União Europeia entra em vigor a 1 de Julho

Acordo de facilitação de vistos entre Cabo Verde e União Europeia entra em vigor a 1 de Julho

Cabo Verde e a União Europeia estabeleceram novas regras para facilitar os vistos de entrada na região. O comunicado foi…
Angola: Ex-militantes da UNITA aderem ao MPLA

Angola: Ex-militantes da UNITA aderem ao MPLA

Cerca de 90 ex-militantes da UNITA no município de Ambaca, no Cuanza-Norte, entre os quais jovens e veteranos, decidiram renunciar…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin