Moçambique

Moçambique: FMI prevê contração económica de 0,5%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê para Moçambique uma contração da economia na ordem de 0,5% este ano. Tal deve-se sobretudo aos efeitos negativos da pandemia da Covid-19.

Trata-se assim de uma revisão em baixa face às previsões anteriores de um crescimento de 1,4%. Esta informação está no mais recente relatório sobre as Perspectivas Económicas Regionais da África Subsaariana do FMI.

O documento foi partilhado pelo representante residente do FMI em Moçambique, Alexis Meyer, que ainda se encontra fora do país devido às restrições da pandemia do novo coronavírus. Há cerca de três meses que foi nomeado para o cargo.

Meyer considera razoável a contração económica de 0,5% que o país poderá registar em 2020, devido à Covid-19.  Já na região da África Subsaariana, o abrandamento económico será de 3%, o pior já verificado.

Entretanto, o FMI prevê que a retoma económica comece em 2021 e que um crescimento acelerado venha a ser registado entre 2022 e 2023, com os investimentos esperados no gás natural na Bacia do Rovuma, província de Cabo Delgado.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo