Plataforma de Petróleo

Moçambique: Frelimo acusada de lucrar com gás em Inhambane

A elite da Frelimo terá lucrado com o gás em Inhambane em vez do Estado. Esta é a conclusão de um estudo detalhado a ser publicado na revista ‘The Extractive Industries and Society”.

O documento indica que o partido no poder em Moçambique obteve ganhos através da administração, “de forma criativa”, do contrato e das vendas domésticas de gás.

A Sasol desenvolveu os campos de gás de Pande e Temane desde 2001. Foi esta empresa de petróleo da África do Sul que construiu um gasoduto de 865 quilómetros para o seu país.

O referido projeto era propriedade maioritária da Sasol e parte da Companhia Moçambicana de Hidrocarbonetos (CMH), uma subsidiária da Empresa Estatal de Petróleo e Gás (ENH). Outra parte cabia à International Finance Corporation (IFC), braço de investimentos do Banco Mundial.

Entretanto, igualmente em 2009, parte da CMG passou para acionistas privados. Os visados eram “todos direta ou indiretamente relacionados à nomenklatura da Frelimo” e tal foi, alegadamente, feito sem registo público ou sem se saber se os visados pagaram pelas ações.

Também em 2009 um grupo de empresas constituiu-se assim para usar o gás em Inhambane. Segundo o estudo mencionado, tratou-se de um cuidadoso equilíbrio de sub-grupos ligados às fações de Joaquim Chissano, Armando Guebuza e a holding SkjmnPI da Frelimo. Até 75% do gás alocado a esses grupos serviu para gerar eletricidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

A ministra da Agricultura do Brasil Tereza Cristina anunciou que vai apresentar um plano nacional para produção de fertilizantes no…
Moçambique: exoneração de Membros do Governo

Moçambique: exoneração de Membros do Governo

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, no uso das competências que lhe são conferidas pela alínea a) do número…
Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

O governo brasileiro não aderiu a uma ação de 39 países que solicitaram a abertura de investigações formais contra o…
Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

A despeito da posição “neutra” declarada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Brasil votou nesta quarta-feira (2) pela imediata retirada das…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin